top of page

Encontro do dia 18/07/2021 - "Eu não sou um corpo. Eu sou livre."



- Check in:


"O corpo é liberado porque a mente reconhece: “Isso não está sendo feito a mim, mas eu estou fazendo isso". E desse modo a mente está livre para fazer uma outra escolha.” UCEM T-28.II.12:5


- Oração de abertura


- Expressão sobre um assalto e o sentimento de medo e desconfiança


Ir Além


Eu descanso em Deus


Eu não preciso fazer nada


Eu quero ir além desse mundo


Ser vigilante a favor do ego ou a favor do Céu


“Apenas permita que as coisas sejam exatamente como são”


O que eu penso e o que eu sinto como determinada situação.


- Expressão sobre a sensação de observar a mente. A Expansão disso, não só a mente que pensamos estar dentro da cabeça mas sim em tudo que nos cerca, em cada cenário.


- Expressões sobre escolher o que queremos sentir, no caso do assalto.


Com quem vou olhar para tudo o que vai acontecer. O roteiro está pronto. Não temos escolha. A única escolha é o propósito além das coisas.


- Expressão sobre um problema na gravidez e a entrega ao ES para aprendizados.


A escolha de permitir que as coisas sejam exatamente como são.


- Expressão sobre o observador acima do campo de batalha.


“ Isso aqui é um sonho “Lembretes do Amor


“Não há nada fora da minha mente”Lembretes do Amor


- Expressão sobre a Vontade de Deus e a experiência de separação do mundo. Como pode a Vontade de Deus no mundo, se não existe mundo?


Conflito de Níveis. Não adianta olhar com a mente dividida. A vontade de Deus é a felicidade perfeita.


Deus não conhece forma alguma. O ES é a vontade de Deus aqui no mundo


- Expressão sobre o treino de liberar a mágoa e a perfeição dos acontecimentos.


Se o propósito é a cura da mente não importa o que vai acontecer na forma.


A perfeição está em tudo.


- Oração final:


"Pai nosso, firma os nossos pés. Que as nossas dúvidas se aquietem e que as nossas mentes santas tenham serenidade, e fala conosco. Nós não temos palavras para dar a Ti. Queremos apenas escutar o Teu Verbo, e fazê-lo nosso. Conduz a nossa prática como um pai conduz uma criança pequena ao longo de um caminho que ela não compreende. Mas ela segue, certa de que está a salvo porque o seu pai lhe mostra o caminho.


Assim trazemos a Ti a nossa prática. E se tropeçarmos, Tu nos erguerás. Se esquecermos o caminho, contamos com a Tua lembrança que não falhará. Nós nos desviaremos, mas Tu não esquecerás de nos chamar de volta. Apressa os nossos passos agora, para que possamos andar em direção a Ti com maior certeza e rapidez. E aceitamos o Verbo que nos ofereces para unificar a nossa prática à medida que revisamos os pensamentos que nos tens dado."

Kommentare


bottom of page