top of page

Encontro dia 13/02/2022 - "O que não é amor é assassinato".


Check in:

“O que não é amor é assassinato. O que não é amoroso, não pode deixar de ser ataque. Cada ilusão é um assalto à verdade e cada uma violenta a ideia do amor porque parecer ser igualmente verdadeira.”

T-23.IV.1:10,11,12.


Boas-vindas aos novos membros do Grupo de Estudos. Informações breves sobre o projeto Asas do Amor.

Leitura do Livro-Texto (Check in). Explicação do conceito expandido de assassinato por meio dessa leitura. Cada vez que não nos vemos e não nos sentimos como verdadeiramente somos, cometemos um assassinato contra o Filho de Deus.

O assassinato pode até ser algo que achamos que é bom. Participante comenta que a leitura do Livro-Texto fez parte do próprio treino recentemente, quando julgou a vizinha como um ser fraco diante da morte do pai. Após olhar para os pensamentos de julgamento, conseguiu mudar de ideia, de fraqueza para a força, experimentando-a em si mesma e na vizinha durante um encontro presencial.

A minha santidade é a minha salvação. Participante conta sobre sala de aula que vivenciou, por meio de conflito com um irmão em um incidente no trânsito. Reconheceu o desafio de aceitar as salas de aula da forma que chegam, ao invés de querer escolhê-las.

Eu não sei para quê isso serve. Participante expressa confusão ao ouvir a leitura do Livro-Texto e do presente pela expressão dos irmãos que a ajudaram a compreender o que foi lido. Contou do desafio profissional diante do pedido de ajuda de clientes e da confusão que igualmente experimentou, mas que conseguiu superar.

Eu não escolho mais você, eu amo você. Participante faz entrega de muita confiança da raiva que sentiu durante a leitura do Livro-Texto. Em seguida, relata ter sentido paz.

Assassinar também lugares, cenários e posições. Participante conta sobre o assassinato que cometia de lugares, cenários e posições que julgava que não eram os melhores para si e da permissão dada ao Espírito Santo para viver onde e da forma que tiver que viver.

Não é na leitura que vamos entendendo; é vivendo. Participante conta o desconforto que sentiu ao ler o check-in e sobre ouvir a leitura do texto. O Espírito Santo quer que entendamos que tudo é a mesma coisa. Qualquer prática na qual conseguimos evitar repetir os padrões do ego é evitar cometer assassinato.

Sensação de desfazer de algo. Participante relata a necessidade de “arrancar” o ataque de si para poder viver verdadeiramente no amor.

Não se preocupe; eu estou sempre com você. Participante conta sobre a experiência de pena que sentiu por um irmão que aparentava estar em uma situação difícil. Lembrou-se da própria situação de fragilidade, no passado, e compreendeu o porquê de sentir-se daquela forma. Você não está mais nesse lugar - foi a voz que conseguiu ouvir e, assim, sair desse estado.

Desafios de “direita” ou “esquerda” que eu não sei e preciso entregar. Participante relata dificuldade com estudos e provas, oscilando em pensamentos de sofrimento e medo.

Eu não senti medo e fiquei em paz. Participante relata estranhamento de não sentir receio por estar supostamente na iminência de perder o emprego. Embora tenha ficado sem chão, sentiu-se também muito apoiada e amparada. Ao mesmo tempo, experimentou culpa por estar em paz, mas entendeu neste encontro que sentiu-se assim porque não assassinou o Filho de Deus.

Finalização do encontro com leitura da introdução do T-25 - A Justiça de Deus.

Kommentare


bottom of page